quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Mas quem vai nos ensinar?

É assim que as pessoas nos surpreendem. 

É dessa forma que a vida dança com você, dando a impressão de que é você que está marcando a cadência, mas não é. 

E então você precisa aprender a amar as pessoas que mais atinge, além de amar as que precisa adotar. 

A capacidade de gostar dos outros é imprescindível neste tempo de links quebrados e páginas viradas. 

Mas quem vai nos ensinar? 

Não é questão de comprar um dispositivo ou de fazer curso de autoajuda; é questão de construir um novo ethos, com tranquilidade para viver em um cenário menos fixo e desleal.

(Blog Digestivo Cultural - Ana Elisa Ribeiro)


Nenhum comentário:

Postar um comentário