quinta-feira, 24 de maio de 2012

Palavras

"Não se comem palavras, que são vento apenas, nem se vive de cortesia, que é um logro burgês.  Apanhar pássaros com espelhos é uma armadilha perfeita.  Só os fúteis se satisfazem com vento.  Para conservar seu valor, as palavras devem ter o respaldo de ações. As árvores que não dão frutos, só folhas, geralmente não têm coração. É preciso saber quais são as frutíferas e quais as que servem apenas para sombra."
 (A Arte da Sabedoria Mundana - Baltasar Gracián)

Nenhum comentário:

Postar um comentário