terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Socialistas por instinto

"Dentro de não muitos anos todos seremos socialistas por instinto de sobrevivência, não por ideologia." (Leonardo Boff)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Influência dos bons pensamentos

Tenho lido alguns livros
interressantes que sempre me remetem à questão da influência dos bons
pensamentos e constante interatividade entre as pessoas.
Só pra dar uma idéia, citarei uns trechos de um destes livros (O Ser Quântico - Danah Zohar - Ed. Best Seller):
"Todas
as coisas e todos os momentos tocam uns nos outros em todos os pontos;
a unidade do sistema completo é suprema." "... O princípio de
não-localidade diz que algo pode ser afetado mesmo na ausência de uma
causa local."

Estas idéias, não são de filósofos ou
sociológos, mas, de estudiosos da física quântica. O que me faz bem
lembrar Boff, quando diz que "todos inter-existem e co-existem. Todos se completam. Ninguém fica fora da rede de relações includentes e envolventes".

Caminhos sem estrelas




"Se as estrelas são inatingíveis,
isso não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos se não fora
a mágica presença das estrelas... "

                         (Mário Quintana)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Sentido da Ceia de Natal


Nada como uma Ceia de Natal, quando a maioria dos humanos comemora, para reunirmos a grande família para todos atualizarem tudo, regada a presentes, carinho e afeto. Hoje, sabemos o quanto é importante o networking, isto é, a rede de relacionamentos dos conhecimentos e dos afetos.

Uma refeição familiar deveria ser mais que uma comilança. É uma excelente oportunidade para alimentar também os relacionamentos, acompanhar a empreitada de cada um, a estimular quem está desanimando, a acolher num abraço apertado quem está exagerando, a ajudar quem está necessitando, um precisado ou carente se manifestar, a um feedback que venha do coração e não da crítica.

Comecemos no dia-a-dia dentro da própria família, para ampliarmos à grande família e chegarmos ao social, do qual mantemos numa sociedade sem saber nem agradecer o que para quem, e ajudar nossos irmãos sociais mais necessitados. O que é impossível de se fazer todos os dias, que façamos pelo menos na Ceia de Natal.
...
(Içami Tiba - Psiquiatra, educador)

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

A vida


'A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.

Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.

Desta forma, eu digo: Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo,
a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.

(Mário Quintana)

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

A vossa vida diária é o vosso templo e a vossa religião


Um velho sacerdote disse:

- Fala-nos da Religião.

E ele (o profeta) respondeu:

...

- Não será a religião senão todos os atos e toda a reflexão, e tudo aquilo que não é ato nem reflexão, mas encantamento e surpresa sempre emergentes da alma, mesmo quando as mãos talham a pedra ou trabalham no tear?

Quem poderá separar a sua fé das suas ações, ou as suas crenças das suas ocupações?

Quem pode estender as suas horas perante Ele dizendo, "Isto é para Deus e isto é para mim, isto é para a minha alma e isto para o meu corpo?"

Todas as vossas horas são asas que voam no espaço de um eu para o outro eu.

Aquele que usa a sua moral como a sua melhor indumentária faria melhor se andasse nu.

O vento e o sol não abrirão buracos na sua pele.

E aquele que rege a sua conduta pela ética está a aprisionar numa gaiola o pássaro que canta.

Os cânticos mais livres não saem através de grades nem grilhetas.

E aquele para quem a devoção é uma janela, para abrir, mas, também para fechar, ainda não visitou a morada da sua alma cujas janelas vão de aurora a aurora.

A vossa vida diária é o vosso templo e a vossa religião.

Cada vez que entrais nela, entrai por inteiro.

Levai a charrua e a forja, o maço e a lira.

As coisas de que precisais por necessidade ou prazer.

Pois em sonhos não podereis erguer-vos acima dos vossos feitos, nem cair mais baixo do que as vossas falhas.

E levai convosco todos os homens, pois na adoração não podereis voar mais alto do que as suas esperanças, nem humilhar-vos mais baixo do que o seu desespero.

E se quereis conhecer Deus, não pretendais resolver enigmas.

Olhai antes à vossa volta e vê-Lo-eis a brincar com os vossos filhos.

E olhai para o espaço;

Vê-Lo-eis a caminhar sobre as nuvens, de braços estendidos para a luz, descendo sobre a chuva.

Vê-Lo-eis sorrindo no meio das flores, e depois erguer-se e agitar as árvores com as Suas mãos.


 

(O Profeta - Kahlil Gibran)

sábado, 13 de dezembro de 2008

Aniversário

Aniversário

Luiz “Lua” Gonzaga, que faria 96 anos neste sábado (13)

José Oliveira, mais conhecido por Zé da Flauta, como integrante do Quinteto Violado, nos anos 70, fez muita viagens pelo Brasil com Luiz Gonzaga, uma dobradinha musical adorada pelo povo. Mas nunca se aproximou muito de “seu” Luiz, porque este raramente abria a guarda. Uma vez, na estrada, Zé da Flauta notou que Gonzagão tamborilava com os dedos no braço da poltrona do ônibus, acompanhando um reggae de Bob Marley, que tocava no som-ambiente. “Quando a música terminou, eu tentei puxar assunto: e aí, seu Luiz gostou do reggae?”. Luiz Gonzaga voltou-se para ele, com o jeito meio abusado característico, e respondeu: “Que régue, que nada! Isto é só um xote metido a besta!”

(José Teles, do Jornal do Commercio)
http://noboteco.files.wordpress.com/2008/07/luiz-gonzaga1.jpg

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

sábado, 6 de dezembro de 2008

Escrever, para Saramago


"Escrever é ir descobrindo que tínhamos na cabeça mais coisas do que havíamos suposto antes."
(José Saramago, escritor português)